quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Queridos e queridas, segue nossa mensagem desejando um feliz 2012!

Um grande abraço!

Evoé!

Grupo Ritornelo de Teatro

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Fotos do Menino do Dedo Verde no FETEL

No site da Fundação Cultural de Lages - SC, na sessão galeria, podemos apreciar fotos do 34º FETEL, fotografadas por Marcio Ávila, . 

A apresentação do Grupo Ritornelo de Teatro também foi clicada por Marcio, e as fotos estão no site juntamente com as dos demais grupos participantes.

Confiram!


sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

OFICINAS CULTURAIS GRATUITAS EM PASSO FUNDO

SEDAC, IEACEN E SEDEC REALIZAM OFICINAS CULTURAIS GRATUITAS EM PASSO FUNDO – RS

As oficinas acontecem nos dias 15 e 16 de dezembro dentro do projeto
Caminhos Cênicos, que após passar por Santo Ângelo e Bagé realiza a sua terceira edição em Passo Fundo tendo como público artistas, produtores culturais, professores, grupos de teatro e demais interessados no fazer artístico de Passo Fundo e da região.

As inscrições são gratuitas e limitadas, e poderão ser realizadas na SEDEC (ao lado do Teatro Municipal Múcio de Castro). A ficha de inscrição pode ser solicitada através do email: cultura@pmpf.rs.gov.br


Outras informações pelo telefone 3312-1426.

Programação:

FORMATAÇÃO DE PROJETOS CULTURAIS
Apresentação e estudo de projetos, leis de incentivo e captação de recursos.
Data: 15 e 16/12 – Horário: 9h às 12h
Local: Teatro Municipal Múcio de Castro

Ministrante: Paulo Wayne -- Produtor cultural com experiência em planejamento e execução de projetos; Bacharel em Ciências Sociais; diretor da Casa de Cultura Mário Quintana.

DANÇA CONTEMPORÂNEA
A oficina apresenta propostas de experimentações em dança contemporânea, destacando diferentes formas de dançar/criar/pensar a dança através do trânsito por diferentes qualidade de movimento, níveis, direções, intenções de movimento e propostas coreográficas para a cena da dança.
Data: 15 e 16/12 – Horário: 13h30min às 17h30min
Local: Baillar Centro de Danças

Ministrante: Wagner Ferraz -- professor de dança formado pela ULBRA; Coordenador de dança do IEACEN.


DO TEXTO À CENA
Essa oficina propõe a construção da cena teatral a partir da dramaturgia; exercita os princípios de comunicação e contracenação no teatro; analisa a presença do texto teatral, sua leitura e interpretação.
Data: 15 e 16/12 – Horário: 13h30min às 17h30min
Local: Baillar Centro de Danças

Ministrante: Luciana Éboli -- atriz e diretora teatral; doutora em letrras; coordenadora do Centro de Integração e Formação em Artes Cênicas do IEACEN.


CONSTRUÇÃO DA CENA PARA ATORES E DIRETORES
Essa oficina constitui em trabalhar a construção de cena a partir do trabalho corporal do ator do ritmo corporal e vocal. A oficina já foi realizada no International Workshop Festival em Londres (2004) e no Porto Alegre em Cena (2010).
Data: 15 e 16/12 – Horário: 19h às 23h
Local: Teatro Municipal Múcio de Castro

Ministrante: Marcelo Restori -- diretor teatral e cineasta; diretor do IEACEN




FONTE: GUILHERME CRUZ
Secretaria de Desporto e Cultura – Sedec / Programa CulturAção

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Grupo Ritornelo participa de oficinas


Durante o dia de ontem (quarta feira, 30 de novembro) o ator Guto Pasini e a assistente de produção Deny Pacassa, participaram das oficinas realizadas pela Companhia de Solos & Bem Acompanhados, de Porto Alegre, no Teatro do SESC de Passo Fundo.

As oficinas dividiram-se da seguinte forma:

Iluminação - Ministrada pelo ator e iluminador Carlos Azevedo
Sonorização - Ministrada pelo ator e iluminador Carlos Azevedo
Interpretação - Ministrada pela atriz Deborah Finocchiaro 
Produção - Ministrada pela produtora executiva Karina Borges

As oficinas, tão raras na nossa região, são uma excelente oportunidade para todos que trabalham no ramo cultural, na busca por mais conhecimento e troca de experiencias. 

Além das oficinas, na noite de terça feira, a Companhia apresentou o espetáculo Pois é Vizinha, que através da comédia, emocionou os presentes ao tratar de um tema tão complexo e triste da nossa sociedade: a violência doméstica.

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

O Menino do Dedo Verde em Lajes

Olá amigos!! Seguimos com nossa participação no 34 FETEL em Lages - SC. Ontem fizemos duas apresentações no teatro Marajoara, uma as 10h e outra as 14h. Postamos algumas fotos das apresentações. Abraço a todos!!!








terça-feira, 15 de novembro de 2011

Ritornelo no dia Mundial da Filosofia (18/11)


Amigos!!!
Estaremos participando da 4ª edição em Comemoração ao DIA MUNDIAL DA FILOSOFIA. O evento acontecerá no dia 18 de novembro, no SESC, início às 19:30, sendo a ENTRADA FRANCA.
INGRESSOS LIMITADOS disponíveis no IFIBE e SESC.
A programação deste ano conta com as seguintes atividades: Conferência com a filósofa VIVIANE MOSÉ sobre - O que é filosofia hoje?; Contação de História com GRUPO RITORNELLO - A águia e a Galinha e o Pássaro Enjaulado; Música (ao estilo Bossa Nova) e Lançamento do CD GIRA MUNDO, de DERLY PINTO e VANDERLEI PINTO.
Informações via fone (54) 3045 3277, E-mail: ifibe@ifibe.edu.br ou Site www.ifibe.edu.br.
O evento é uma realização do IFIBE, em parceria com o SESC, apoiado pela Secretaria de Desporto e Cultura (SEDEC).

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

9º Encontro RBTR - Carta de Teresópolis

REDE BRASILEIRA DE TEATRO DE RUA – RBTR

Carta de Teresópolis

A Rede Brasileira de Teatro de Rua - RBTR, criada em março de 2007, em Salvador/Bahia, é um espaço físico e virtual de organização horizontal, sem hierarquia, democrático e inclusivo. Todos os grupos de teatro, artistas-trabalhadores, pesquisadores e pensadores envolvidos com o fazer artístico da rua, pertencentes a RBTR podem e devem ser seus articuladores para, assim, ampliar e capilarizar, cada vez mais reflexões e pensamentos, com encontros, movimentos e ações em suas localidades.


O intercâmbio da Rede Brasileira de Teatro de Rua ocorre de forma presencial e virtual, entretanto toda e qualquer deliberação é feita nos encontros presenciais, sendo que seus articuladores farão, ao menos, dois encontros anuais de forma rotativa de maneira a contemplar todas as regiões brasileiras, valorizando as necessidades mais urgentes dentro do país. Os articuladores de todos os Estados, bem como os coletivos regionais, deverão se organizar para garantir a participação nos encontros, além da continuidade dos trabalhos iniciados nos Grupos de Trabalhos (GT´s), a saber: 1) Política e Ações estratégicas; 2) Pesquisa; 3) Colaboração artística; 4) Comunicação.

A Rede Brasileira de Teatro de Rua reunida de 27 a 30 de outubro de 2011, na Aldeia Cultural Casa Viva, Cidade de Teresópolis, RJ, em seu 9º Encontro reafirma sua missão de:


• Reafirmar a necessidade por um mundo socialmente justo e igualitário que respeite as diversidades;


•Contribuir para o desenvolvimento do fazer teatral de rua, possibilitando as trocas de experiências artísticas e políticas entre os articuladores da rede;

• Lutar por políticas públicas culturais com investimento direto do Estado por meio de fundos públicos de cultura, garantindo assim o direito à produção e ao acesso aos bens culturais a todos os cidadãos brasileiros;


• Lutar pelo livre uso dos espaços públicos abertos, que garanta a prática artística, considerando as especificidades dos diversos segmentos das artes cênicas e respeitando o artigo 5° da constituição brasileira*.

Os articuladores da Rede Brasileira de Teatro de Rua, com o objetivo de construir políticas públicas culturais mais democráticas e inclusivas, defendem:


• A criação da Lei que instituirá o Programa de Fomento ao Teatro de Rua do Brasil com o financiamento direto do Estado que contempla: produção, circulação, formação, trabalho continuado, registro e memória, manutenção, pesquisa, intercâmbio, vivência, mostras e encontros de teatro de rua, levando em consideração as especificidades de cada região (ex: custo amazônico);


• Debater e criar junto ao poder público, marcos legais para plena utilização dos espaços públicos abertos, extinguindo todas e quaisquer cobranças de taxas, bem como a excessiva burocracia para as apresentações de artistas-trabalhadores de rua;


• Ocupar prédios passíveis de serem considerados de utilidade pública e que não cumprem sua função social, transformando-os em sedes de grupos que desenvolvam ações continuadas;

• Que os editais federais sejam publicados no primeiro trimestre de cada ano com maior aporte de verbas, liberadas sem atrasos, respeitando-se os prazos estipulados pelo edital e a publicação da lista de projetos contemplados e suplentes, e a divulgação de parecer técnico de todos os projetos avaliados pela comissão;


• Que os editais sejam estruturados e divididos, pensando as realidades de cada Estado, e que sejam criadas comissões igualmente regionalizadas e indicadas pelos movimentos artísticos organizados de cada região, bem como a criação de mecanismos de acompanhamento e assessoramento dos artistas-trabalhadores e grupos fazedores das artes cênicas da rua;


• A representatividade do teatro de rua nos colegiados setoriais e conselhos das instâncias Municipal, Estadual e Federal;


• A aprovação e regulamentação imediata da PEC 150/03 (atual PEC 147), que vincula para a cultura, o mínimo de 2% do orçamento da União, 1,5% no orçamento dos estados e Distrito Federal e 1% no orçamento dos municípios;


• A criação de uma legislação específica para a cultura, já que a lei 8.666/93 não contempla as especificidades da área cultural;


• A extinção da Lei Rouanet e de quaisquer mecanismos de financiamentos que utilizem a renúncia fiscal, por compreendermos que a utilização da verba pública deve se dar através do financiamento direto do Estado, por meios de programas e editais em formas de prêmios elaborados pelos segmentos organizados da sociedade;


• Que sejam incluídas dentro das Universidades, instituições de ensino e escolas técnicas, matérias referentes ao estudo do Teatro de Rua, da Cultura Popular Brasileira e do teatro da América Latina;


• A valorização e financiamento das publicações e estudos de materiais específicos sobre teatro de rua e manifestações da cultura popular e sua distribuição, respeitando sua forma de saber enquanto registro.

O Teatro de Rua é um símbolo de resistência artística, comunicador e gerador de sentido, além de ser propositor de novas razões no uso dos espaços públicos abertos. Assim, instituímos o dia 27 de março, dia mundial do teatro e dia nacional do circo, como o dia de mobilização nacional por políticas públicas, e conclamamos os artistas- trabalhadores de rua e a população brasileira a lutarem pelo direito à cultura e à vida.

Reunidos nestes quatro dias, deliberou-se que os próximos encontros, em 2012, serão sediados nas cidades de Santos\SP e João Pessoa\PB.

“Viva o Teatro de Rua!!!”

30 de outubro de 2011
Teresópolis – RJ

Rede Brasileira de Teatro de Rua – RBTR

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Apresentações e aniversário!!!






Neste dia 12 de outubro o Grupo Ritornelo de Teatro completa seu primeiro ano de atividades!



E para comemorar, teremos a apresentação do espetáculo O Menino do Dedo Verde, na terça e quarta-feira.



Dia 11 teremos duas apresentações: a primeira será as 14h e terá a presença dos alunos do Colégio Marista Conceição. Já a segunda apresentação, contará com os alunos da Escola Sâo Patrick de Passo Fundo. Quem quiser assistir, temos ainda alguns lugares vagos.



Já no dia 12, dia da criança e de nosso "nascimento" a apresentação será as 15h. Os ingressos podem ser adiquiridos no SESC e na sede do Grupo aqui no IFIBE.



O Menino do Dedo Verde conta com a apresentação dos CORREIOS e o patrocínio da Comercial Zaffari, da Guaracar Plus, da Caixa Econômica Federal. O apoio cultural é do Intituto Superior de Filosofia - IFIBE, do ITEPA, do Germanias Blumen Hotel, do Gesp - Grupo Ecolôgico Sentinela das Pampas, da SEDEC - Secretaria Municipal de Desporto e Cultura, da RBS -TV Passo Fundo, da Beterraba Filmes e do Ministério da Cultura - Governo Federal.



Evoé!!!

domingo, 11 de setembro de 2011


Dias 13, 15 e 16 tem mais "Menino" em Passo Fundo, dentro do projeto patrocinado pelos CORREIOS. Serão apresentações gratuitas para alunos da rede pública de ensino de Passo Fundo.





sábado, 10 de setembro de 2011

O Menino do Dedo Verde em Três Passos






Aproximadamente mil crianças assistiram as apresentações realizadas nos dias 8 e 9 na cidade de Três Passos - RS. É o Grupo Ritornelo dentro do projeto Teatro do Mil do SESC - RS. Postamos aqui algumas fotos, tiradas pelo amigo Feupa Castro. ABRAÇOS A TODOS!!!!

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Estreia

Olá pessoal
Segue algumas fotos da estreia do espetáculo "O menino do dedo verde".
Gostaríamos de agradecer muito a presença de todos! E nós continuamos ensaiando, em setembro tem muuuitas apresentações.

Beijos e até logo!
Ah, as fotos são da Fabiana Beltrami :)







domingo, 14 de agosto de 2011

Com a devida autorização do amigo Frederico, queremos compartilhar com vcs seu texto sobre a peça O Menino do Dedo Verde: Abs. Guto:

AO GRUPO RITORNELO DE TEATRO

O final do domingo, a grosso modo, é classificado como a antecipação da segunda-feira. Utilizamos esse período para organizar as atividades da semana. Porém, neste domingo (sete de agosto), a convite da minha amiga colega Clenir Moretto, fui assistir ao Espetáculo “O Menino do Dedo Verde” do Grupo Ritornelo de Teatro, em uma sessão extra, no Teatro do Sesc Passo Fundo.

No foyer do teatro várias crianças acompanhadas de seus pais, o que me levava a pensar num espetáculo dedicado essencialmente ao público infantil. Os pais devem amar muito seus filhos para, num final de tarde de domingo, assistir uma peça infantil. Mas, logo nas primeiras falas minhas impressões etnocêntricas foram desconstruídas. O texto abordava “idéias pré-concebidas dos adultos”. Pensei comigo: será que as crianças presentes sabem o que significa idéias preconcebidas? Os atores não realizavam a tradução infantilizadora presente em textos para crianças.

A partir deste momento dei-me conta que o espetáculo era pra mim e esqueci do possível entendimento das crianças. Algumas questões que procuro desenvolver, nas aulas de antropologia, estavam sendo apresentadas no palco: etnocentrismo (julgar seu grupo como o centro) e o relativismo (aceitar a diferença e a tolerância). Queria que todos meus alunos pudessem estar no teatro como espectadores.

Numa linguagem bem humorada e sutil os atores reiteravam o conflito pelo qual passava Tistu (personagem principal) não ser igual a todo mundo. A condição de diferente causava tensões na sua relação com os colegas e professores na escola, com seus pais. Não ser igual a todo mundo não é fácil. Tistu sofria muito ao perceber que as pessoas o reconheciam como um diferente.

Ele se deu conta de que não precisava ser igual. Podia fazer a diferença pelo amor, pela beleza, pela flor. Dei-me conta de que as crianças presentes estão compreendendo o que são “idéias preconcebidas”. Observam a encenação e se identificam com Tistu e questionam seus pais sobre a necessidade do respeito à diferença. Ao mesmo tempo, essa diferença, é contextualizada com uma tênue separação bastidores e palco. Os atores trocam de personagem sob um biombo, o que insinua uma troca de identidade social. Aquele que, anteriormente, não aceitava a diferença agora está a apoiar Tistu, como todos nós nos contextos em que estamos inseridos. Não há maniqueísmos, a dramatização é contextualizada com tensões e conflitos cotidianos.

Ao final da peça, no foyer do teatro, ouvi um menino afirmar aos seus pais e perguntar “eu não sou igual a todo mundo. Eu posso ser diferente?” Os pais não responderam nada, apenas abraçaram o filho com os olhos lacrimejados. A peça, assim como toda arte, cumpriu sua função: nos emocionar.

Como um professor de antropologia, preocupado com o processo de alteridade, me emocionei ao observar questões tão complexas do metier antropológico representadas na arte, nos conflitos infantis e na relação de afeto entre pais e filhos. São apresentações teatrais como essa que nos fazem construir, juntamente com as crianças, um mundo que aceite que ninguém é igual a todo mundo.

Ao Grupo Ritornelo de Teatro tenho que agradecer por tratar questões tão relevantes numa peça teatral, como o Menino do Dedo Verde. Obrigado.

Frederico Santos dos Santos

sábado, 6 de agosto de 2011

Sessão Extra do espetáculo:O MENINO DO DEDO VERDE -

domingo, 7 de agosto · 18:00h.


Ingressos à venda a partir das 14h no teatro do SESC, 2º

andar, valor de R$ 16,00 e R$ 8,00 a meia-entrada.

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Falta pouco

Olá pessoal
Estamos um pouco ausentes do blog devido à correria nestes dias que antecedem a estreia, mas aqui vai uma prévia pra vocês se animarem. :)




Essas fotos foram tiradas pela Fabiana Beltrami da Beterraba Filmes que está nos dando um grande apoio.

E, pra quem ainda não viu, aqui está o VT "O menino do dedo verde" feito, também, pela Beterraba Filmes.

Esperamos vocês no Teatro do Sesc em Passo Fundo neste próximo fim de semana, dias 06 e 07/08 às 16h

Até lá!

terça-feira, 26 de julho de 2011

O Grupo Ritornelo Recomenda...

Montagem do Grupo Ueba mergulha no universo do cinema mudo e na linguagem do Clown.


Após temporada no Teatro Renascença, em Porto Alegre e de uma apresentação na Venezuela, oGrupo Ueba Produtos Notáveis volta à cena estadual com a sua mais recente produção teatral, "Felinícias, Histórias de Amores e Clowns", com apresentação no dia 30 de julho, através do Arte Sesc – Cultura por toda parte, em Passo Fundo. A apresentação ocorre no Teatro do Sesc (Avenida Brasil, 30), às 20h.
Propondo-se a ousar na forma e no conteúdo e apostando em um trabalho autoral, “Felinícias” é inspirada em obras cinematográficas de Federico Felini. A montagem dirigida por Jessé Oliveira e protagonizada por Aline Zilli (como Nícia) e Jonas Piccoli (como Felício) se propõe a misturar as estéticas do teatro e do cinema num só contexto.  Ao abordar um tema simples que fala sobre as impossibilidades e barreiras do amor, “Felinícias” inova com recursos multimídia na apresentação, se utilizando de práticas específicas do universo teatral e da cinematografia. Assim, enquanto a cena transcorre no palco, os atores dialogam com as diferentes linguagens através de cenas projetadas no cenário.
"Felinícias" conta a história de um casal que se conhece na infância, mas se desencontra ao longo da vida, descobrindo nessa trajetória a impossibilidade de permanecer juntos. É um espetáculo que busca tocar fundo o espectador, mostrando que a vida é feita de escolhas certas e escolhas erradas, mas com uma única certeza: o tempo não perdoa.
         Os ingressos podem ser adquiridos a R$ 20,00 para público em geral, R$ 15,00 para empresários com cartão do SESC, R$ 10,00 para estudantes, terceira idade e convênios (com comprovação) e R$ 5,00 para comerciários com cartão do SESC. Outras informações no Sesc Passo Fundo pelo telefone             (54) 3313-4318      .
Sobre o Sesc - No Rio Grande do Sul, o Sesc está presente em mais de 450 municípios com atividades sistemáticas em áreas como a saúde, esporte, lazer, cultura, cidadania, turismo e educação.  Desta forma, o Sesc/RS desempenha o papel social, assim como o Senac o da qualificação profissional do Sistema Fecomércio-RS, entidade que atua em âmbito econômico, político e social pela constante qualificação e crescimento do setor terciário gaúcho.

SERVIÇO:
Horário: 20h
Local: Teatro do Sesc (Avenida Brasil, 30) – Passo Fundo - RS
INFORMAÇÕES: Fone: (54) 3028.8192 – 8118.5150


sexta-feira, 22 de julho de 2011

Grupo Ritornelo convida

É com muita alegria que O Grupo Ritornelo de Teatro convida você para a estréia de seu primeiro espetáculo, O Menino do Dedo Verde. A peça será apresentada no Teatro do SESC de Passo Fundo, nos dias 06 e 07 de Agosto às 16h. Venha descobrir e se encantar com a incrível história de Tistu, um menino que, definitivamente, não é como todo mundo!

- Espetáculo O Menino do Dedo Verde
- Teatro do SESC - Passo Fundo - Av. Brasil Centro, 30
- Dias 06 e 07 de Agosto, 16h
- Ingressos à R$ 16,00 (inteira) e R$ 8,00 (meia-entrada)

Pontos de Venda - IFIBE, Guaracar Plus, Livraria da IMED e SESC Passo Fundo

Informações - contato@gruporitornelo.com.br ou pelo telefone (54) 99021788


Esperamos todos lá!

quinta-feira, 14 de julho de 2011

Em Cena: Tarso Olivier Heckler

Iniciando a série de profiles dos integrantes do Grupo Ritornelo de Teatro, trazemos à público uma semi-autorizada autobiografia de Tarso Olivier Heckler, ator e produtor musical do espetáculo O Menino do Dedo Verde e um dos fundadores do Grupo.


" Em busca de glória & glamour, fama & fortuna - e da Ilha de Caras - Tarso fez uma opção madura e despojada pelo Teatro. É verdade que primeiro ele tentou brilhar nos palcos com a Música, alcançar o reconhecimento nas Artes-Plásticas, flertou com a Fotografia, perdeu-se no agro-negócio e não lembra porque cargas d’água fez Direito... mas então, ele optou pelo Teatro. Bem, quase. Antes, ele foi morar no exterior, teve de se formar em Comunicação e, então, foi a vez do Teatro. Um pouquinho antes, a bem da verdade, ele foi sócio de uma ou duas empresas, trabalhou com produção de vídeo, mudou de idéia e aí sim, definitivamente, dobrou a esquina, atravessou a rua e a passos largos, seguros, seguiu rumo ao Teatro! Teve de voltar pelo mesmo caminho porque esquecera os ingressos.Compondo trilhas sonoras, fazendo sonoplastia e participando de montagens cênicas de ópera, foi em Porto Alegre que Tarso primeiro flertou com o teatro amador e profissional. Em Passo Fundo, como iluminador, músico, artista gráfico e até atuando em esquetes, foi bolsista do Grupo de Teatro da Universidade de Passo Fundo por 3 anos, participando de dezenas de festivais e oficinas pelo Brasil, assim como de eventos daquela instituição de ensino. Mais recentes, as bolhas nos pés têm lhe causado alguma dor-de-cabeça - elas são fruto de quase 1 ano de constante treinamento, como ator, no Grupo Ritornelo de Teatro. Neste grupo, ele nunca esteve tão íntimo do fazer teatral e das produções que chegam à única sala de espetáculos de Passo Fundo. Está de tal maneira artisticamente enamorado que já não importa mais se esquecer dos ingressos pois, agora, nutre uma altruísta amizade com o porteiro. "

Acompanhe a produção multimídia de Tarso em seus inúmeros blogs:

em Imagens: http://tarso-imagem.blogspot.com/ & http://www.tarso-image.blogspot.com/

em Aúdio: http://www.tarso-audio.blogspot.com/

em Militância: http://www.tarso-meio-ambiente.blogspot.com/

em Texto: http://www.tarso-texto.blogspot.com/

segunda-feira, 11 de julho de 2011

1ª Setorial de Teatro de Passo Fundo

Olá amigos!

Lembrando aos interessados que neste sábado, dia 16 de Julho de 2011, acontecerá o 1º Encontro Estadual de Teatro e a 1ª Setorial de Teatro de Passo Fundo, no Teatro Municipal Múcio de Castro. Mais informações você confere no blog do evento: http://www.setorialpassofundo.blogspot.com/


domingo, 10 de julho de 2011

Agora foi a vez de Tistu!


Nessa semana saiu a notícia sobre a parceria Correios e projeto "O Menino do Dedo Verde" no caderno Blitz do jornal Diário da Manhã de Passo Fundo e no site Facool. A matéria conta, também, com um breve release da história de Tistu e informações gerais da equipe técnica.

Confira na íntegra nestes links:


segunda-feira, 4 de julho de 2011

Ritornelo na Imprensa


Na última semana, a imprensa de Passo Fundo noticiou a formação do Grupo Ritornelo de Teatro, confira os links:

Blitz / Cultura - Diário da Manhã em http://bit.ly/kgXG3O

O Nacional / Segundo Caderno - http://bit.ly/nqc96q


sábado, 2 de julho de 2011

Grupo Ritornelo apresenta peça infanto-juvenil


O Grupo Ritornelo de Teatro está em processo de finalização de sua primeira peça teatral, o espetáculo infanto-juvenil O Menino do Dedo Verde. Com estréia prevista para os dias 06 e 07 de Agosto, às 16h no Teatro do SESC de Passo Fundo-RS.

A montagem conta com a apresentação dos CORREIOS e patrocínio da Caixa Econômica Federal, Comercial Zaffari & Guaracar Plus, e também apoio cultural do Instituto Superior de Filosofia Berthier - IFIBE, do ITEPA, Germanias Blumem Hotel, GESP – Grupo Ecológico Sentinela dos Pampas, da SEDEC -Secretaria de Desporto e Cultura da Prefeitura Municipal de Passo Fundo, RBS TV – Passo Fundo, Beterraba Filmes e do Ministério da Cultura - Governo Federal.

Com direção de Marcio Bernardes e texto do dramaturgo Yulo Cezzar, adaptado da obra homônima de Maurice Druon.

quarta-feira, 29 de junho de 2011

Ensaios em Mirapólvora!

O Grupo Ritornelo de Teatro segue com sua maratona diária de ensaios, agora sob a batuta e o olhar atento do diretor do espetáculo, Marcio Bernardes. Marcio aportou em terras gaúchas no dia 26 de Junho, deixando o calor de Salvador-BA para suportar as baixas temperaturas em Passo Fundo-RS.

Abaixo, algumas fotos dos últimos ensaios:

Olhar atento: depois do Skype, Marcio supervisiona diretamente os ensaios

em cena: Guto Pasini, Tarso Olivier Heckler & Ana Marques

em cena: Giancarlo Camargo & Guto Pasini


segunda-feira, 27 de junho de 2011

Chega de Skype...por enquanto!

Chegou ontem, em pleno inverno gaúcho, o diretor do espetáculo O Menino do Dedo Verde, Marcio Bernardes. Vindo lá do calor de Salvador, Marcio vai ficar em Passo Fundo até o dia sete de julho. Ou seja, durante este período direção via Skype é passado, mas promete voltar a ativa depois do dia sete até a próxima vinda do Marcio.

Em breve fotos dos ensaios da montagem da peça O Menino do Dedo Verde, que se intensificam nesses quinze dias de direção presencial.

quarta-feira, 15 de junho de 2011

Ritornelo nas Redes Sociais


O grupo Ritornelo, ampliando sua estratégia de divulgação, marca presença nas principais redes sociais. Acesse, curta & compartilhe nossos links e nossa página no Facebook, participe da nossa comunidade no Orkut e também siga nosso perfil no Twitter para estar sempre por dentro das atualizações, agenda e dia-a-dia do grupo!

Ritornelo no Facebook ~ http://on.fb.me/ojA9s8


@gruporitornelo ~ http://bit.ly/owafWw



segunda-feira, 13 de junho de 2011

Preparação & Ensaios

E segue a maratona de ensaios do Grupo Ritornelo!

Neste mês de junho, os atores Tarso Oliver Heckler, Ana Marques, Guto Pasini e Giancarlo Camargo estão recebendo orientações do diretor da peça, Marcio Bernardes, de uma maneira pouco convencional... via Skype!


Nos últimos dias, também foram ministradas duas oficinas para enriquecer o trabalho dos atores. A primeira teve por foco o trabalho de clown e a criação de tipos físicos, dirigida por Guto Pasini.


A segunda, elaborada por Betinha Manica, trata da consciência corporal e demais aspectos de preparação física, que promete contribuir, e muito, na construção dos personagens.

O diretor do espetáculo chegará a Passo Fundo nos próximos dias, intensificando ainda mais os ensaios para a montagem do espetáculo O Menino do Dedo Verde.

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Encerramento do Processo Seletivo



O Grupo Ritornelo agradece à todos que encaminharam currículo para as vagas de Assessoria de Produção e Marketing.

O Grupo através do seu processo de seleção contratou para seus assistentes
Denise Pacassa e Giancarlo Rizzi.

Obrigada a todos e continuem acompanhando o nosso blog, em breve mais novidades!

Maratona de Ensaios


Olá amigos!


Os ensaios do grupo para a montagem da peça O Menino do Dedo Verde estão a todo vapor. Na foto, os atores Guto Pasini, Ana Marques e Tarso Olivier Heckler.


Fique atento para mais novidades.

sexta-feira, 13 de maio de 2011

Definida a logo do Grupo Ritornelo

Olá amigos!

Já temos o resultado de nossa enquete, definindo, assim, a identidade
visual do Grupo Ritornelo de Teatro. A opção mais votada foi esta:

Agradecemos a todos que votaram, continuem nos acompanhando!

sexta-feira, 22 de abril de 2011

LOGOMARCA (simbolo) do Grupo.


Olá amigos!
Acima temos nossa proposta de LOGO para o Grupo.
Gostaríamos de ter sua participação no processo de definição.
Assim, se puder, vote na enquete ao lado:

segunda-feira, 18 de abril de 2011

GRUPO RITORNELO DE TEATRO

Grupo Ritornelo de Teatro iniciou sua caminhada em 12 outubro de 2010 e sua trajetória está ligada a mais de 15 anos de experiência. Neste período, seus integrantes vêm atuando em importantes iniciativas culturais, tendo participado de vários festivais e oficinas no Estado e no país, bem como realizado diversas pesquisas de linguagem. Os artistas do Grupo, protagonizaram, em sua trajetória, a montagem de diversos espetáculos, em grupos como a Cia. 2º Karma, o Grupo de Teatro da UPF e Viramundos.

Em 2011 o grupo realizará a montagem do espetáculo infantil O Menino do Dedo Verde, com estréia prevista para o dia 05 de agosto. Ainda neste ano, pretende desenvolver a pesquisa e a criação de um espetáculo/intervenção de rua, dando continuidade à sua origem popular e itinerante.

SELEÇÃO PARA ASSISTENTES DE PRODUÇÃO

O Grupo Ritornelo de Teatro de Passo Fundo Contrata Assistente de Produção e Marketing (2 vagas). Os (as) interessados (as) podem enviar currículo para gruporitornelo@gmail.com até o dia 30 de abril.


Requisitos para o cargo:


Ø Ser maior de idade;


Ø Disponibilidade para trabalhar 44 horas semanais;


Ø Escolaridade: superior incompleto e ou em andamento; e ou formação superior em áreas como administração, publicidade e propaganda, rádio e tv e áreas afins;


Ø Domínio de ferramentas tais como Word, Excel, PowerPoint e internet.


Ø Habilidades de comunicação, trabalho em equipe e dinamismo;


Ø Familiaridade com Passo Fundo e Região;



A seleção inicial será feita por meio da análise dos currículos, e, por conseguinte, os candidatos aptos à segunda etapa serão chamados para uma entrevista, a ser agendada por contato telefônico.



INFORMAÇÕES: http://www.gruporitornelo.com.br/ e http://gutopasini.wordpress.com/

MONTAGEM DO ESPETÁCULO O MENINO DO DEDO VERDE.

Em maio iniciamos nossa primeira montagem do Grupo, que será um espetáculo direcionado ao público infantil, baseado na adaptação do livro O Menino do Dedo Verde de Maurice Druon.

Este projeto foi selecionado pelo edital dos Correios – 2010, e inicialmente serão realizadas dez apresentações, sendo sete gratuitas aos alunos da rede pública municipal de ensino fundamental de Passo Fundo. Nossa estréia está programada para os dias 05, 06 e 07 de agosto no Teatro do SESC em Passo Fundo.

A equipe será composta pelos atores passofundenses: Ana Marques, Giancarlo Camargo, Guto Pasini e Tarso Olivier Heckler. Também fazem parte da equipe as portoalegrenses Maíra Coelho e Patrícia Preiss, que cuidarão dos cenários, adereços e bonecos da montagem que contara ainda com os figurinos de Betinha Mânica.

Ainda em 2011 o grupo vai desenvolver a pesquisa e a criação de um espetáculo/intervenção de rua, dando continuidade à sua origem popular e itinerante. Também pretende, realiza atividades de formação de seus integrantes, bem como oficinas abertas à comunidade e a artistas em geral.

Alem da apresentação dos CORREIOS o projeto conta ainda com o apoio do IFIBE, do ITEPA, da Caixa Econômica Federal, do Germania’s Blumem Hotel, do GESP – grupo Ecológico Sentinela dos Pampas, do SEDEC – PF e da RBS TV – Passo Fundo.